CONFERÊNCIA DE MOSHE IDEL - O CABALE

CONFERÊNCIA DE MOSHE IDEL

 

 - O CABALE -

 

 TERÇA-FEIRA 6 DE FEVEREIRO DE 1996

 

A Bíblia fala dos assuntos históricos e rituais. A Bíblia propõe uma resposta à pergunta: que? Que é a história judaica e o ritual judaico? A literatura rabbinique faz a pergunta: como? Como agir rituelement, como considerar bíblico deve ser interprêter, como compreender a Bíblia. O Cabale faz a pergunta: porque?

 

O Cabale é um grande esforço para responder aos mistérios postos pelo sentido da história judaica e o ritual judaico. Qual é o interesse básico do Cabale, como aborda a pergunta porque? O Cabale dá a um Judeu tradicional uma técnica mystique, uma Lei, um método para chegar a um contacto directo com Deus.

 

O ritual Judaico é um método para terminar um contacto directo. A ideia é que em Judaïsme, há uma via para o divino, esta via é o Cabale. Abrir uma via directa à Deus no âmbito Judaïsme. Outro interesse o Cabale, é a visão científica do Universo e o divino. Judaïsme é não somente uma religião, um ritual particularista, mas igualmente um quadro geral, uma visão geral do Universo pelo Cabale, que se junta às tradições herméticas, pythagoriciennes, occultes.

 

Há correlação entre rituais e história, visão científica e estrutura do Universo. Visões algumas vezes muito esquisitas do Universo, dinâmica sinfónica entre o Universo e o homem, que pode explicar o sentido do ritual e a história. O cabaliste pode influenciar o processo do Universo, o Universo não é estático.

 

 1°) Técnica

 

2°) Científico

 

 3°) Hermenêutico no Cabale há uma actividade hermenêutica.

 

A abordagem hermenêutica é uma técnica básica, coordena a visão científica e a Bíblia. O Cabale desenvolveu e articulou aos métodos hermenêuticos mais detalhados que seja. O último interesse cabalístico é manter que não somente hermenêutica mas tradição norale, cada um deve receber uma tradição.

 

 Um Cabaliste é cerca de um que tem um contacto com Deus direct, num quadro estruturado. Crê que o Cabale é uma tradição oral muito antiga. Para um cabaliste, o Cabale pertence à divulgação sinaïtique. Do ponto de vista de um cabaliste tradicional, a noção básica encontra-se na divulgação sinaïtique.

 

Do ponto de vista académico, o Cabale é conhecido em Provença no fim século X, como corrente menor. Tenha XIIIes. o Cabale estende-se em Catalunha. O Zohar pertence nessa época, é um corpus literário que é produzido. No fim do XVe s., após a expulsão da Espanha, o Cabale pertence ao património de todas as comunidades Judaicas.

 

 O Cabale então é conhecido quase de todo o Povo Judaico. No fim do XVe s., na Itália em Florença, os primeiros cabalistes cristãos, como PIC do Mirandole ou Yohann Reuchlin aparecem. A partir do XVIe s. dos textos cabalistes são traduzidos em Paris.

 

 A Safed, aldeia Galilée (Eretz- Israel), um grupo de cabalistes produz chefes de obra cabalísticos, transmitidos diaspora. Ao XVIIe s. o Cabale produziu o movimento messianique de Shabbataï Shevi, ao XVIIIe s. produz o Hassidisme, que constitui uma visão muito mystique Judaïsme. Hoje em dia, existe milhares de manuscritos cabalísticos inéditos nas bibliotecas Paris, Londres, de Nova Iorque, de Buenos-Aires, de Melbourne....

 

Cabale e Templo Salomon

 

o Cabale está como uma substituição do Templo das Ilhas Salomão. A Gérone em Catalunha, textos dizem que o Cabale é uma forma substitutée do templo das Ilhas Salomão. O Cabale é a alternativa do Templo, pode substituir-se ao papel desempenhado pelo Templo. Este tipo de visão do Cabale é centralité do Templo.

 

Todo o ritual Judaico consiste a atrair a influência divina e angélica sobre a Terra. Em Itália, a cabale à uma visão mágica nomeadamente em Marcel Ficin e PIC do Mirandole. O ritual tem por objecto atrair o poder divino sobre o cabaliste, este esforço de atrair o divino, talvez interpretado de maneira mystique. Este tipo mystique, que consiste atrair o poder divino, poder extraordinário, o cabaliste pode tornar-se um mágico, mystique e a magia são complementares.

 

É uma atitude templaire, o corpo humano é o canal da influência divina. Ao renascimento este tipo de visão é importante, na última fase da história do Cabale, este tipo de visão templaire do ser humano tornou-se o nucleus do Cabale. Primeira vez este tipo de atitude templaire, o hassidisme é organizado ao redor, para estes mystiques, o corpo humano é o lugar da manifestação da energia divina.

 

É a ideia do Templo que pode distribuir a energia. Podemos comparar a atitude Franc-Maçon e do Cabaliste, pertencendo à comunidades muito estruturadas. O corpo-templo encontra-se igualmente no Cabale Cristão, esta ideia veiculada cabale na cristã contribuiu para o desenvolvimento Occulte na Europa, bem como o desenvolvimento Franc-Maçonnerie.

 

 F I N

 

 

Pergunta:

 

Que são os sefirots?

Resposta: O Cabale é uma literatura muito complicada e variada. Escola mais importante é baseada na ideia que a estrutura do divina comporta 10 manifestações, que nomeia-se o 10 sefirots. Estes 10 Sefirots são as maneiras das quais Deus emanou a realidade. São o intermediário entre o homem e o desconhecido. Os dias 10 Sefirots são por um lado o Deus revelado e manifestado, por outro lado são poderes dinâmicos que dialogam com o homem.

 

Pergunta: Pode-se ser incroyant e cabaliste?

Resposta: Cerca de um que é que incroyant pode conhecer que é o Cabale. A resposta é sim.

 



05/11/2006
0 Poster un commentaire

A découvrir aussi


Inscrivez-vous au blog

Soyez prévenu par email des prochaines mises à jour

Rejoignez les 237 autres membres